Tumores Ginecológicos são o Foco do Laço do Mês de Julho



LAÇO DO MÊS - Verde-Piscina Escuro

O câncer ginecológico compreende quatro tipos de tumores que podem afetar o sistema genital feminino: colo de útero, endométrio, vagina e vulva. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), esperam-se, para o ano de 2016, 16.340 novos casos de câncer de colo de útero e 6.150 novos casos de câncer de ovário, por exemplo. Diante desse quadro, é importante chamar a atenção para a importância da informação, do conhecimento dos fatores de risco para alguns tipos de câncer, dos sinais e sintomas de alerta e dos cuidados para manter a saúde sempre em dia.

“Toda mulher deve assumir uma postura ativa e responsável perante a própria saúde”, alerta a presidente do Oncoguia, a psico-oncologista e especialista em Bioética Luciana Holtz de Camargo Barros. Ela enfatiza que no caso dos tipos mais recorrentes de câncer, como o tumor de colo de útero, por exemplo, exames como um simples Papanicolau, permitem detectar a doença em sua fase inicial e podem ser decisivos na vida da paciente.

Não existem exames de rastreamento para câncer de ovário, por isso é o tipo de mais difícil detecção, com 75% dos casos descobertos já em estágio avançado. A visita anual ao ginecologista é imprescindível e os fatores de risco devem ser considerados, como idade superior a 40 anos, histórico familiar, não ter tido filhos ou ter sido mãe após os 30 anos e o uso contínuo de anticoncepcionais e reposição hormonal.

Já o câncer de colo de útero, também chamado de cervical, tem 90% dos casos relacionados ao vírus do papiloma humano (HPV), que é transmitido sexualmente. O ideal é que toda mulher, depois da primeira relação sexual, consulte um ginecologista regularmente e realize o exame Papanicolau.

Alterações dos órgãos reprodutivos da mulher também podem ser avaliadas por meio de exame pélvico feito por um ginecologista. São fatores de risco do câncer de colo de útero: presença do HPV, início precoce da atividade sexual, multiplicidade de parceiros e tabagismo.

Conheça os 10 principais sinais que merecem a atenção da mulher:

1) Dor pélvica ou pressão abaixo do umbigo; 2) Inchaço abdominal e flatulência; 3) Dores intensas e persistentes na parte inferior das costas; 4) Sangramento vaginal anormal; 5) Febre, com duração superior a 7 dias; 6) Dores de estômago ou alterações intestinais; 7) Perda de peso equivalente a 10 quilos ou mais, sem que esteja fazendo dieta; 8) Anormalidades na vulva e na vagina, como feridas, bolhas ou alteração de cor; 9) Alterações na mama, como dor, secreção, nódulos, vermelhidão ou inchaço; 10)Fadiga, que, embora seja comum em diversas outras doenças, pode ser mais frequente nos casos de câncer em estágio avançado.

Fonte: inorp

#laçomesdejulho #combatecancermesdejulho

Destaque
Posts Recentes
Arquivo

Rua Pres. Roosevelt, 1352 - Bairro São Miguel, São Leopoldo - RS 93025-640
Contatos:  51 3592-1352      51 98408-1352 WhatsApp

  • Grey Twitter Icon