• Telas Muller

Nem todo mundo precisa se vacinar contra febre amarela


De acordo com o médico, existem alguns eventos adversos, como com quem é alérgico à proteína do ovo não deve tomar, pois a vacina passa tem ovos em sua composição. Além disso, raramente a vacina causa uma reação inflamatória.

"A vacina é um vírus atenuado, menos patogênico, mas ainda o vírus da febre amarela após alterações. Ele não causa a doença, mas quem tem comprometimento do sistema imune pode ter a febre amarela vacinal, a doença mais leve. Mas isso acontece uma vez em um milhão de doses". O indicado é que uma pessoa tome no máximo duas doses em toda a vida, com um espaçamento de ao menos dez anos.

"A vacina está indicada apenas para quem precisa, ou seja, quem mora ou vai se deslocar para as áreas de risco", orienta Helena Sato, diretora de imunização da Secretaria de Saúde de São Paulo.

Devem tomar os moradores de toda a região Norte e Centro-Oeste, parte do Nordeste (Maranhão, sudoeste do Piauí, oeste e extremo-sul da Bahia), do Sudeste (Minas Gerais, oeste de São Paulo, norte e oeste do Espírito Santo e noroeste do Rio de Janeiro) e do Sul (oeste do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul).

"Quem mora em áreas urbanas têm que estar preocupados com o que é mais comum nesse local, como dengue, zika, chikungunya. Neste momento, podem focar no Aedes aegypti e deixar a preocupação com a febre amarela para áreas mais delicadas".


Fonte: Uol

#telaproteçãomosquito #malhaproteçãomosquito #telamosquiteiro

Rua Pres. Roosevelt, 1352 - Bairro São Miguel, São Leopoldo - RS 93025-640
Contatos:  51 3592-1352      51 98408-1352 WhatsApp

  • Grey Twitter Icon