• Telas Muller

Mosquito da dengue - Prevenção melhor arma



Das 497 cidades gaúchas, apenas 182 (36,6%) não estão infestadas pelo mosquito da dengue. De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde (SES), o número é o maior da série histórica, iniciada em 2010. Os dados do Aedes aegypti foram apresentados nesta sexta-feira (30), considerada o Dia D de combate ao mosquito. Dos 315 municípios infestados (63,4% do total), 93 estão em situação de alerta ou de alto risco. Para o secretário Francisco Paz, a população precisa fazer a sua parte e monitorar possíveis criadouros.

Prevenção

A melhor forma sempre é prevenir essas doenças com eliminação do vero, ou seja , eliminar o mosquito. Já que não existem vacinas ou medicamentos que impeçam a contaminação, é preciso diminuir a quantidade de mosquitos que circula nos ambientes. – É importante que toda a população se conscientize sobre eliminar os criadouros do Ardes aegypti, que coloca seus ovos em lugares com água parada. O cuidado para evitar a sua proliferação deve ser feito por todos, não esqueça. - O cidadão deve fazer a sua parte, ao: eliminar garrafas, sacos plásticos, e pneus velhos que ficam expostos à chuva, além de tampar recipientes que acumulam água como caixas d`agua e piscina, são fundamentais para esse controle.

O Rio Grande do Sul não apresenta, neste ano, casos de dengue contraídos dentro do Estado, apenas importados. Mas isso pode mudar se todos não fizerem a sua parte — lembra o secretário. Fonte: Diário de Canos e GauchaZH

#combatemosquito

Rua Pres. Roosevelt, 1352 - Bairro São Miguel, São Leopoldo - RS 93025-640
Contatos:  51 3592-1352      51 98408-1352 WhatsApp

  • Grey Twitter Icon